DALE CARNEGIE TRAINING
ENGAGING IDEAS
Um Guia para Líderes Criarem Comprometimento de Funcionários e Clientes

 

Tema do mês: Engajamento de Equipe

Trabalhar em equipe é uma tarefa importante para o sucesso profissional. Mesmo que você seja o único funcionário da empresa, ainda assim você tem que lidar com clientes e fornecedores. Ter um bom desempenho quando se trabalha em equipe, é um fator de contribuição primordial para o seu sucesso e para o sucesso da empresa.

 


 

Gerenciando ao Longo das Gerações
 

 

Gerenciar ao longo das gerações tem sido um assunto muito abordado ultimamente. Um dos tópicos mais comentados da atualidade é “Como gerenciar a Geração Y”. Embora cada geração tenha suas próprias características, há mais do que apenas certas técnicas de gestão que podem também ser colocadas em prática com funcionários de qualquer geração.

 

  • Ter um relacionamento positivo com a gestão
    A organização Human Resource Development relatou que, em um recente estudo desenvolvido pela Gallup com cerca de 400 empresas, o tipo de relação que um funcionário possui com seu supervisor imediato é fator determinante correspondente a sua retenção, muito mais do que o salário ou benefícios do trabalho. Outro fator influente pela retenção de funcionários é a empresa possuir uma liderança justa e inspiradora, incluindo a orientação e o coaching. A Gallup também revelou que o que determina a produtividade e satisfação de um funcionário, é ele acreditar e confiar que o seu supervisor preocupa-se com o bem-estar dele.
     
  • Reconhecimento e valorização
    Algumas pessoas são mais motivadas por outros tipos de incentivos que não seja a monetária. Em um estudo realizado pelo instituto de pesquisa sobre a retenção de funcionários Employee Retention Headquarters, o reconhecimento e o envolvimento do supervisor em relação ao seu funcionário, são citados com mais frequência como sendo responsáveis por manter um funcionário feliz, a frente até mesmo que o dinheiro. Eles precisam ser convencidos, verbalmente ou não, que a gerência respeita as funções nas quais ele ocupam, e que são importantes para o sucesso da organização. Eles gostam de celebrar marcos e vitórias, tanto publicamente como no privado, verbalmente e por escrito, com prontidão e sinceridade.

     
  • Incentivar e realizar o trabalho
    No boletim de Outubro 2003 da ASTD (sigla em inglês para Associação de Treinamento e Desenvolvimento Profissional), o relatório de carreiras sugere que, atualmente, para a maioria dos trabalhadores, ser valorizado e motivado no trabalho engaja muito mais que promoções ou salário. É difícil avaliar o impacto que o entusiasmo e o bem-estar dos funcionários causam na empresa. Gestores que incluem seus funcionários logo no início dos projetos e estimulam seu envolvimento, adquirem ideias mais criativas e conquistam o investimento e orgulho deles nos resultados finais. Ao permitir que funcionários participem ativamente na tomada de decisões, num amplo espectro de questões, gera-se um ambiente aprazível e que no qual querem permanecer.

     
  • Trajeto profissional e oportunidades de crescimento
    A probabilidade de um funcionário ir procurar emprego em outro lugar é bem menor se a empresa em que ele trabalha proporcionar-lhe oportunidades de crescimento pessoal e profissional. Oferecer programas de treinamento e capacitação profissional, indica que a gestão está disposta a investir no funcionário. Isso é fundamental para a retenção de talentos. Além disso, encorajar seus funcionários a participarem de organizações profissionais, pagando-lhes a taxa de adesão, disponibilizar lhes tempo livre e taxas de admissão para que possam participar de eventos e conferências são maneiras de manter o funcionário motivado. Empresas que possuem a taxa de retenção de funcionários elevada, são reconhecidas por fazerem contratações internas. Traçar o plano de carreira em conjunto com seu funcionário (não necessariamente em direção ao topo da hierarquia), permite-lhe ganhar o comprometimento dos profissionais e seu envolvimento com os objetivos organizacionais.

     
  • Gestores que respeitam o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal
    Empresas que promovem o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional de seus trabalhadores, retêm um número muito maior de funcionários do que aquelas que cultuam que o empregado deve se dedicar exclusivamente ao trabalho. Reconhecer e respeitar a importância da vida pessoal evita o desgaste profissional e promove a lealdade. Segundo a organização Human Resources Development, as empresas precisam estar cientes quanto às questões da qualidade de vida no trabalho. Elas devem estar dispostas a oferecer horários flexíveis e serem sensíveis no que condiz à jornada dupla e aos desafios no cuidado de crianças e idosos.

     
  • Remuneração e benefícios competitivos
    Dinheiro é importante, porém tem menos importância do que você imagina. Funcionários procuram ser remunerados de forma justa e competitiva. Eles têm o direito de possuir benefícios padrões como o seguro de saúde e previdência social. Em uma pesquisa com empresas alimentícias, 92% dos entrevistados indicaram que um aumento de salário no valor de US$ 10.000 ao fim do ano, não iria levá-los a mudar de emprego, caso estiverem recebendo treinamentos de desenvolvimento pessoal e profissional.

 


 

 

Derrubando silos organizacionais através de equipes interdepartamentais

 

Trabalho em equipe e comunicação eficaz são vitais para alcançar o sucesso em um mercado dinâmico como o atual. É mais importante do que nunca manter todos os departamentos alinhados às metas e visões da empresa. Uma maneira de estimular esses dois elementos dentro de sua empresa, seria criando equipes multifuncionais ou interdepartamentais. Estas equipes podem auxiliar na comunicação aberta da sua empresa, tornando-a mais ágil e hábil em responder a um mercado em constante transformação. Abaixo estão algumas maneiras de construir e educar uma equipe interdepartamental.

 

  1. Mantenha-se ocupado
    De vez em quando há várias coisas acontecendo ao mesmo tempo em um projeto de equipe, que não sabemos por onde começar. O melhor a fazer é ser proativo e dar o primeiro passo, que ser reativo e só agir quando algo acontecer. Os colegas de equipe valorizam aqueles que se mantém ocupado e auxiliam no progresso da equipe.

     
  2. Coopere com o inevitável
    Todo mundo já trabalhou com alguém que, anteriormente sucumbiu-se à alguma adversidade, não importa o quão pequena foi. Não somente é prejudicial à equipe, como também não a leva à lugar nenhum. Toda empresa passa por dificuldades inerentes e inevitáveis, como por exemplo atrasos na produção, falhas no admissão e distribuição, vendas sazonais, danos causados por fenômenos da natureza, dificuldades com o quadro de funcionário e assim por diante. Lide com isso!

     
  3. Tente se beneficiar com suas perdas
    Qualquer crise em equipe, ajuda a criar um sistema mais eficaz relacionado ao processo, relacionamento interpessoal e competências. No momento em que enxergamos os contratempos como uma nova oportunidade para crescer e aperfeiçoar, nossas atitudes e chances de sermos mais bem sucedidos crescem drasticamente.

     
  4. Faça sempre o melhor que você puder
    Quando a dedicação da equipe não sai como planejado, é comum os membros sentirem-se estressados e preocupados. A frustração pode ser ainda maior quando eles acreditam que poderiam ter se empenhado mais e feito um trabalho mais caprichado. Dar o melhor de si e se empenhar para que tudo saia como planejado é garantia de sucesso e satisfação profissional.

     
  5. Mantenha o seu local de trabalho organizado
    Ter seu ambiente de trabalho organizado clarifica sua mente, assim como um espaço desorganizado desorienta a mente, diminuindo o rendimento no trabalho. A grande maioria dos funcionários dividem áreas de trabalho em comum com colegas. Mantendo essas áreas limpas e organizadas ajuda no desempenho da equipe toda.

     
  6. Priorize
    Fazer parte de uma equipe de trabalho muitas vezes significa que há uma grande possibilidade de haver mudanças nas prioridades. A maior dificuldade é definir quais são elas, negociar com a equipe aquelas que se contradizem, e começar a trabalhar imediatamente de acordo com o que for designado. Os colegas de equipe respeitam e compreendem as mudanças quanto às prioridades, quando a decisão é explicada acurada e abertamente.

     
  7. Resolva os seus problemas
    Procrastinação prejudica o trabalho eficaz em equipe. É comum membros de uma equipe se sentir ansiosos e estressados quando as responsabilidades se acumulam. Os colegas valorizam a capacidade que os outros têm em concluir um compromisso e partir para o próximo.

     
  8. Traga o entusiasmo ao seu local de trabalho
    Muita gente já deve ter trabalhado com alguém que, pela falta de energia e entusiasmo, desmotivou todo o resto da equipe. Apesar dos contratempos, obstáculos e frustações, é responsabilidade de cada um da equipe manter-se entusiasmado e assumir sua responsabilidade com uma atitude otimista.

     
  9. Aguarde ingratidão
    E qualquer ambiente de trabalho profissional, é esperado que todos da equipe sejam eficientes e trabalhem intensamente. Não há necessariamente alguém lhe parabenizando pelo ótimo trabalho que você tem feito. De fato, muitas pessoas não sabem reconhecer a dedicação do colega em empenhar-se para o sucesso do grupo. E aguardar por elogios pode ser uma tarefa frustrante. Porém, o prazer em receber algum, é muito maior quando não há expectativa.

     
  10. Não dê importância às trivialidades
    Um dos segredos da eficiência de um profissional, é a capacidade de manter as metas e responsabilidades em perspectiva. É raro um profissional ter tempo de sobra para poder se preocupar com questões insignificantes. A equipe pode qualificar os contratempos em ordem de importância, para superar o estresse e atingir as metas dentro do prazo.

 

 


 

 

Construindo entusiasmo e estabelecendo responsabilidades com sua equipe

 

Gerar entusiasmo pessoal e colaborativo é um dos ingredientes essenciais para o estabelecimento da equipe e fundamental para o processo.

 

Iniciar com agilidade e manter o entusiasmo presente ao longo do tempo, vai ajudar a empresa a obter bons resultados. Uma equipe que funcione eficazmente, é capaz de conseguir este êxito até mesmo quando houver bloqueios e obstáculos em seu caminho.

 

Muitas vezes, membros de equipe desenvolvem uma determinação perseverante, com o intuito de provar que eles podem ter uma visão de alcance, independentemente das barreiras. Planejar para eliminar obstáculos, encoraja os membros da equipe a seguirem firmes em frente e assumirem riscos.

 

A criação e o lançamento de equipes não é algo que pode ser feito casualmente. Pesquisas sobre as tripulações de cabines aéreas revelam que as causas dos acidentes aéreos são provocadas muito mais pelo mal desempenho da equipe, que por problemas mecânicos. Essa afirmativa é especialmente verdadeira quando é a primeira vez que a equipe está trabalhando junta.

 

Há pontos críticos, no progresso de uma equipe, quando a prestação de contas gerar ou impedir um bom resultado. Nos estágios iniciais de uma equipe, decidir e implementar estilos diferentes de prestação de contas pode fazer o projeto parecer interessante e atualizado.

 

Ideias para a prestação de contas incluem:

 

  • Reuniões com a equipe
  • Cronogramas
  • Planejamento do projeto
  • Relatórios de avaliações
  • Reuniões virtuais
  • Incluir a equipe em qualquer tipo de comunicação a ser feita
  • Sessões de treinamento

 

 

 

 


Copyright © 2015 Dale Carnegie & Associates, Inc. All rights reserved.