Imprimir  

header_br_newsletter

 

 

Mediação


Mediação é o processo no qual uma parceria terceirizada e neutra, age como um facilitador para ajudar a resolver questões de disputa entre duas ou mais partes. Esta é uma abordagem não-litigiosa para a resolução do conflito, onde geralmente as partes se comunicam diretamente entre si. O papel do mediador é facilitar a comunicação entre ambos, ajudando-os a focar no problema real de disputa e oferecer opções para o acordo.


O Processo

 

1. Discurso de Abertura pelo Mediador

  • Faça a introdução necessária. Inicie de modo amigável. Descreva brevemente seu papel como mediador e demonstre ou reforce sua neutralidade.
  • Agende as datas para os encontros.
  • Defina o prazo do processo.
  • Tenha certeza de que estarão todos de acordo com as datas e prazo. Simplesmente pergunte, “O que vocês acham, há alguma outra coisa que vocês gostariam de adicionar?”

 

2. Defina as Regras Básicas

  • Utilize as regras básicas estabelecidas pela sua empresa, caso as tenha.
  • Esteja preparado com estas regras com antecedência aos encontros.
  • Solicite por regras adicionais.
  • Verifique se todas as partes estão de acordo no cumprimento das regras. Se alguma das partes não concordar com as regras, suspenda ao encontro.

 

3. Declaração do Problema Por Ambas as Partes

  • Ambas as partes terão a oportunidade de falar initerruptamente.
  • Geralmente, a parte que solicitou o mediador é quem dá início.
  • Além de fornecer os fatos sobre a situação, esta é uma oportunidade de enquadrar as questões pelo ponto de vista pessoal e passar ao mediador mais informações sobre o estado emocional de cada uma das partes.

 

4. Coleta de Informações Pelo Mediador

  • O mediador faz perguntas abertas para entender as questões-chave do conflito e ideias de ambas as partes. O mediador escuta com cautela os fatos, observando os sentimentos expressados de cada parte, e especifica entre os dois questões como:
    • O que realmente aconteceu?
    • Qual a sua opinião?
    • Dê um exemplo específico
  • O mediador frequentemente sumariza ou repete as declarações afim de clarificar sua compreensão. Por exemplo: “Pois então, o que você está querendo dizer é…”

5. Identificação do Problema e Acordo

Vamos iniciar com a questão número 2 (geralmente a menos controversa) O que vocês acham disso?”

    • O mediador procura identificar objetivos em comuns em ambas as partes.
    • O mediador sugere em resolver as questões na ordem em que provavelmente o acordo acontecerá.
    • “Eu sugiro que analisamos estas questões…
      • Questão 1
      • Questão 2
      • Questão 3

 

6. Negociação/ Alternativas

 

  • A metodologia varia neste passo baseada nas necessidades de cada parte interessada. As principais opções incluem:
    • Cenário Hipotético – o mediador pede aos participantes sugerirem ideias que possam descrever o cenário ideal. O mediador facilita a discussão para que, juntos eles possam chegar em um acordo comum.
    • Caucus – Um método super efetivo para negociar conflitos empresariais pode se referir indistintamente como o método “caucus”. Neste método, uma questão primordial ou algum outro motivo mais nobre é definido. Todas as opções e acordos se movem em direção à esta questão. Em uma disputa familiar, por exemplo, a questão primordial pode ser o que for melhor para as crianças. Em uma disputa empresarial, pode ser o que for melhor para o cliente. Frequentemente o mediador irá se encontrar individualmente com ambas as partes em confidencial, para buscar soluções à causa. Baseado nas sessões individuais, o mediador, então, entrará com a proposta.
    • Proposta do Mediador – o mediador propõe um possível cenário e convida os participantes a modificá-lo até que todos cheguem em um acordo.
  • Táticas de Negociações: Várias pessoas envolvidas em mediações usam técnicas clássicas de negociações. O mediador precisa controlar estas negociações através das regras básicas, tais como:
    • Quem irá ser o primeiro – o mediador determina quem será o primeiro.
    • Propensão a ir embora – o mediador previne esse ato, fornecendo as regras. Esta é uma tática geralmente usada em disputas trabalhistas.
    • Apelar à uma autoridade superior – Em alguns momentos, há assuntos que não podem ser resolvidos através de uma mediação, portanto são conduzidos à uma autoridade superior.
    • Divida as diferenças – Esta é uma tática de negociação influente que pode ser usada para unir ambas as partes. O problema é que ambas as partes podem sentir que perderam ao invés de sentirem que ganharam.

 

7. Chegando a um Acordo

  • O mediador espera por “sinais de compra” de ambas as partes.
  • Quando isso começa a acontecer, propõe uma sessão de brainstorming com ambas as partes para chegarem à uma melhor solução possível.
  • Assim que houver um acordo para a solução, o mediador reforça dizendo: “Então, concordamos que o seguinte é a melhor solução. Correto?”
  • Ambas as partes consentem e passam para o estágio seguinte de implementação da solução.
  • Se apropriado, o mediador pode chegar a discutir possíveis futuros desentendimentos e maneiras de trabalharem juntos com mais eficiência no futuro.

 

 


Veja mais artigos relacionados

O Ciclo de uma Equipe

Princípios Para o Desenvolvimento da Equipe

 

 

 


Siga-nos online
 

 
© 2016 Dale Carnegie & Associates, Inc..
Todos os Direitos Reservados
 
.
projeto de site e desenvolvimento por Americaneagle.com